Peixe

Sustentabilidade

A Sustentabilidade do Pescado

A promoção da sustentabilidade dos recursos pesqueiros e do pescado é, cada vez mais, uma prioridade mundial, face ao seu crescente consumo em todo o mundo, estando por isso inserida nos objectivos da Confraria.

Dado que, actualmente, o consumo de pescado representa 17 % do consumo proteico em todo o mundo, é imperativa a contribuição proactiva para a preservação, divulgação e inovação na utilização do pescado. Este nobre objectivo deve ser uma prioridade de toda a população que, para este efeito deverá ser formada e informada.

Nesse sentido, uma das primeiras iniciativas deverá passar por uma gestão consciente de toda a actividade piscatória, com vista à salvaguarda da utilização deste recurso natural, que deve ser utilizado de forma sustentável e respeitadora do meio ambiente.

O World Wide Found for Nature (WWF, “Fundo Mundial para a Natureza”), uma Organização Não Governamental, identificou recentemente os factores chave que podem impulsionar o abastecimento sustentável de pescado, com alguma garantia, até 2050, atravessando várias áreas do sistema piscatório, nomeadamente um conjunto de mudanças consistentes, necessárias no sector.

Com a finalidade de dar cumprimento ao compromisso estabelecido no plano de acção das Nações Unidas para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (SDGs), deve melhorar-se substancialmente a gestão da pesca em todos o mundo, a fim de serem evitadas alterações climáticas profundas, provocadas em grande medida pela poluição e que afectam as espécies piscatórias, nomeadamente através da destruição dos seus habitats.

O primeiro passo para a proteção de habitats marinhos vitais pode ser o melhoramento do investimento na aquicultura sustentável, evitando-se a poluição marinha e dando-se preferência a peixes herbívoros em detrimento dos predadores, numa intervenção conjunta sobre os ecossistemas costeiros, que podem ajudar à proteção da pesca costeira.

O crescimento mundial da população deve ser acompanhado por políticas de gestão adequadas e sustentáveis a fim de ser evitada uma exploração ainda mais imprudente dos nossos mares. A solução para esta situação pode ser alcançada através da implementação e reforço da gestão sustentável da pesca baseada nos ecossistemas.

Os direitos de acesso e preços devem ser garantidos através de uma oferta crescente de forma sustentável, levando ao comércio justo de pescado.

A responsabilidade recai sobre todos nós – não apenas politicamente, mas também como consumidores.



Páginas relacionadas:

2017 © 

Confraria do Peixe – Termos LegaisWebdesign: Estreia